Silvestre Gorgulho

Silvestre Gorgulho

"Na praça de Hiroshima, onde caiu a bomba Atômica, foi construído um Parque onde tremula a bandeira branca da Paz"

Aloysio Campos da Paz

Brasília, agosto de 2003

Aloysio Campos da Paz: o Brasil pode fazer uma medicina pública, gratuita de Primeiro Mundo.

Silvestre Gorgulho

O médico Aloysio Campos da Paz pode ser polêmico, audacioso e disciplinador, mas a verdade é que não dá para falar de medicina bem sucedida no Brasil sem citar o seu nome. A Rede Sarah opera com seis unidades: em Brasília, Salvador, Fortaleza, São Luiz, Belo Horizonte e no Rio de Janeiro. Agora, a Rede terá sua sétima unidade pois está chegando ao Rio Grande do Sul. O governador Germano Rigotto garantiu R$ 10 milhões para somar aos outros R$ 50 milhões da União para instalar o Sarah em Santa Maria.

Por que Aloysio é polêmico? Simples, porque ele coloca o dedo na ferida da medicina brasileira: “O problema da medicina no Brasil é de definição. Como medicina não se casa bem com lucro, há que haver no Brasil uma medicina pública e gratuita”, diz. “Que haja uma medicina privada e lucrativa, tudo bem, mas que não seja ao mesmo tempo pública e privada, operando no mesmo local, com os mesmos personagens e o mesmo orçamento oficial”.
Na verdade, acontece mais ou menos o seguinte: pacientes acabam sendo desviados do atendimento público (gratuito) para dar lucro no atendimento particular, assim os grandes hospitais públicos estão sucateados e a medicina privada tendo um lucro direto e indireto fabuloso.

Por que Aloysio é audacioso? Simplesmente porque foi ousado e resolveu fazer uma medicina pública e gratuita de primeiro mundo, dentro do Brasil. Uma medicina de excelência e mais barata para os cofres públicos do que a medicina privada financiada pelo governo.

E por que Aloysio é disciplinador? Aqui está o xis da questão: porque a Rede Sarah faz uma medicina pública onde os enfermeiros e os médicos têm contrato de exclusividade: “Não se atende aqui de manhã e à tarde na clínica particular”.

Pelo jeito, se depender da lucrativa medicina particular, Aloysio Campos da Paz pode fazer na saúde quantas revoluções quiser que o lobby da medicina privada fará de tudo para que ele nunca chegue a comandar o Ministério da Saúde.

No Brasil, disciplina e ousadia para fazer uma medicina pública gratuita é coisa para a Rede Sarah. Ou, então, é coisa só para inglês ver. 

silvestre@gorgulho.com