Silvestre Gorgulho

Silvestre Gorgulho

"Na praça de Hiroshima, onde caiu a bomba Atômica, foi construído um Parque onde tremula a bandeira branca da Paz"

Ari Quadros

Brasília, abril de 2001

Silvestre Gorgulho

Ari Quadros, 63 anos, natural de Quaraí, no Rio Grande do Sul, costuma se definir como um ex-operário assalariado e hoje um operário não-assalariado da ecologia. Gerente de Banco por muitos anos, foi, no entanto, encontrar na luta ecológica a sua maior realização, aliás uma vocação nascida na infância, quando morava com a família e tomava banho de rio. E foi esse rio, que Ari costumava chamar de "meu grande mar", que veio a defender mais tarde com unhas e dentes: o Ibirapuitã. Hoje já perdeu a conta das inúmeras viagens que fez, tudo por conta própria, para conhecer e participar de congressos no Brasil e no Exterior, sempre para aprimorar ainda mais os conhecimentos e atitudes ecológicas.

Ari Quadros esteve à frente da luta pela criação da hoje efetivada Área de Preservação Ambiental do Ibirapuitã, que abrange os municípios de Livramento, Alegrete, Rosário do Sul e Quaraí, num total de 3l8 mil hectares. Ao lado de estudantes, de unidades do Exército da região, Ari Quadros vai buscando aliados para sua luta, seja nas regatas ecológicas para a limpeza das margens e do leito "do grande rio da minha infância", seja na preservação das praias e no terrível esporte de mau gosto que é a caça esportiva. 

silvestre@gorgulho.com