Silvestre Gorgulho

Silvestre Gorgulho

"Na praça de Hiroshima, onde caiu a bomba Atômica, foi construído um Parque onde tremula a bandeira branca da Paz"

Flávia Portela

Brasilia, dezembro de 2004

Silvestre Gorgulho

A dona do tempo

Flávia Portela é uma arquiteta arretada e não teve medo de mexer num vespeiro: revitalizar o maior conjunto de diversões de Brasília, mais conhecido por Conic. Oficialmente, o nome batizado por Lúcio Costa é de Setor de Diversões Sul-SDS. Conic vem do nome da construtora pernambucana que construiu um dos 15 prédios do conjunto. Ao colocar uma grande placa, bem de frente para a Esplanada dos Ministérios, todos que íam ao SDS diziam que íam ao Conic.

O nome pegou e ficou. O quarteirão SDS é formado por 15 prédios todos grudados uns nos outros, ao lado da rodoviária. O Conic reinou absoluto na década de 70, como se fosse mesmo um Quartier Latin, sonhado por Lúcio Costa. Foi o principal pólo de cultura de Brasília com cinco cinemas, boates de luxo e cafés elegantes. Os cinemas acabaram, alguns viraram igrejas evangélicas e outros cines pornôs. As boates caíram de nível, os botecos tomaram lugar das lojas e muitas “tribos” tomaram conta do espaço. Dá para imaginar o caldo cultural que entornou na área.

Foi nesta confusão que se meteu Flávia Portela, única arquiteta brasileira com curso no exterior em resgate de áreas degradadas. O curso foi feito em Firenze, Itália, e os ensinamentos recebidos estão sendo colocados em prática há 19 meses justamente no Conic. “Os primeiros frutos da revitalização estão chegando”, diz ela. Portarias novas, pracinhas centrais recuperadas, livrarias, lojas e algumas empresas de porte começam a se instalar no novo Conic. “Já temos essa jóia que é o Teatro Dulcina com a sua Faculdade de Artes” lembra a prefeita que garante que a hora é de pensar grande.

O sonho de Flávia Portela é construir uma biblioteca pública, um Centro de Referência da Memória Viva de Brasília, o Museu Dulcina de Moares e o Museu do Tempo”. Aliás, é contra o tempo que Flávia Portela está correndo, pois só tem dois anos de mandato como prefeita para reconstruir o novo Conic. 

silvestre@gorgulho.com