Silvestre Gorgulho

Silvestre Gorgulho

"Na praça de Hiroshima, onde caiu a bomba Atômica, foi construído um Parque onde tremula a bandeira branca da Paz"

Sir Peter Blake

Silvestre Gorgulho

O aventureiro campeão dos mares e da Ecologia

Peter Blake foi um competidor, um campeão, um explorador, um apaixonado pela Amazônia e um real defensor das águas do planeta. Assim se pode resumir a vida desse neozelandez, navegador de sete mares, condecorado três vezes pela rainha da Inglaterra. Mas, neste final de 2001, ano de tantas violências, mais uma vez a estupidez e a intolerância não deram chances ao trabalho fantástico em nome da paz desse ambientalista, fazendo calar sua voz em terras, ou melhor, em águas brasileiras.

Ator principal da Blakexpedition, empresa de pesquisa e exploração de rios e mares, Sir Peter Blake, com sua arte e seu arrojo de velejador, mostrou ao mundo a perigosa realidade da poluição das águas, uma violência que o homem pratica contra a natureza e contra si próprio. E foi estudando e pesquisando esta triste realidade que Blake encontrou a morte, sendo assassinado na noite de 5 de dezembro, a bordo de seu veleiro Seamaster, no rio Amazonas, a 15 km de Macapá.

Lars Grael, secretário Nacional de Esportes, amante da natureza e também vítima de uma estúpida violência no mar, resumiu a indignação da alma brasileira: "Estou chocado. É difícil de acreditar nesta tragédia. Peter Blake foi mais que um campeão. Até mais que um ídolo. Ele foi o único a fazer a façanha sonhada por Júlio Verne, batendo o recorde da volta ao mundo em menos de 80 dias".
Nascido em 1ª de outubro de 1948, na Nova Zelândia, Peter Blake viveu seus 53 anos para as competições, para as aventuras e para defender a natureza.