Silvestre Gorgulho

Silvestre Gorgulho

"Na praça de Hiroshima, onde caiu a bomba Atômica, foi construído um Parque onde tremula a bandeira branca da Paz"

Miragem

 

Silvestre Gorgulho (janeiro de 1966)

Existem horas que o viver só traz
Triste vazio em minh'alma aflita:
É um remorso que chorar me faz
É uma luta procurando paz,
Ou uma saudade que em mim habita.

São horas duras recordando um não
Ou com o pensar em algum sim não dito;
Por tantas coisas quero a solidão
Para sofrer eu só a desilusão
De um momento que me deixa aflito.

Segredos que a ninguém eu digo
Por mais que eu queira explicar o meu ser.
Vivo a confiá-los a um Deus amigo
Só Ele sabe o que se vai comigo,
Só Ele então pode compreender...

... Já à tardinha num degrau da escada
Todo concentrado com esse cismar,
Tendo a cabeça na mão apoiada,
O olhar bem fixo numa flor pisada
E o coração não sei onde foi pousar...

Inebriado nesta paisagem

Pela vidraça, despertado, vejo
Entre as cortinas tão bela miragem
Unindo os dedos esta linda imagem
Estalou-me, então, um gostoso beijo.