Silvestre Gorgulho

Silvestre Gorgulho

"Na praça de Hiroshima, onde caiu a bomba Atômica, foi construído um Parque onde tremula a bandeira branca da Paz"

Observar aves, o novo produto do ecoturismo

Silvestre Gorgulho, de Brasília

 Pica-Pau do Campo

Curtir o vôo de um pássaro, ouvir seu cantar e se deleitar com suas cores. Mais do que isso: fotografar os passarinhos e, de álbum em punho, disputar as melhores fotos e os pássaros mais raros com os amigos. Esse é um esporte que faz bem à alma e à natureza. Observar as diversas espécies de aves, sem interesse em caçá-las ou capturá-las, é uma forma de se encontrar harmoniosamente com o ambiente. Pois essa é uma atividade praticada por ingleses, norte-americanos, canadenses e japoneses desde a década de quarenta e tem atraído novos adeptos a cada ano. Os brasileiros também despertam para esse esporte. Muitos são biólogos ou possuem atividades paralelas à biologia. No entanto, a maioria dos bird watchers é formada por amadores, que com o tempo e dedicação, aumentam os seus conhecimentos e informações com tanto entusiasmo.
A observação de aves, integrada ao turismo rural e ao ecoturismo, torna-se uma perfeita, empolgante e dinâmica atividade. O objetivo é direcionar corretamente as ações definidas pelo conceito do ecoturismo, procurando conciliar e harmonizar o uso dos recursos naturais e culturais, através de um contato íntimo do turista com a natureza. Assim, além do prazer, esta atividade esportiva favorece a formação de uma consciência ecológica.

Silêncio e paciência
A observação de aves, é considerada uma atividade de baixo impacto ambiental. Pode ser praticada isoladamente ou em pequenos grupos. Mas é preciso silêncio, paciência, e sentidos aguçados para garantir o contato com a avifauna local, sendo os esforços recompensados pela a percepção dos cantos, cores das plumagens, variedades de ninhos e comportamento no ambiente em que vivem.

João-de-Barro

Sanhaço

A Associação dos Observadores de Aves de Pernambuco - OAP, há 15 anos realiza o levantamento das espécies de aves que ocorrem no estado, e promove o desenvolvimento e popularização da ornitologia. Realizou centenas de saídas à campo, e utilizando binóculos, máquinas fotográficas, micro-cassetes e cadernetas para anotações, visitaram os mais diversificados ambientes como engenhos, fazendas, reservas particulares e unidades de conservação, no litoral, zona da mata, agreste e sertão.

Segundo o Presidente da Associação OAP, Gustavo Pacheco, "embora não haja estatísticas sobre a dimensão do mercado do ecoturismo, segmento de atividade recente na América Latina, existem estimativas de organizações internacionais, de que viagens orientadas para a natureza representam 10% das viagens dos americanos e europeus. Também grandes operadoras internacionais estimam que 4 a 6 milhões de americanos fazem turismo da natureza fora da América do Norte".

Biodiversidade em PE
A biodiversidade do Brasil é riquíssima e sua avifauna é estimada em 1.678 espécies, 17% das aves do mundo, sendo o estado de Pernambuco possuidor de mais de 500 espécies, sendo 21 delas ameaçadas de extinção. Para quem pretende observar aves em Pernambuco, a Associação OAP recomenda alguns locais como:

• O arquipélago de Fernando de Noronha, rico em espécies de aves marinhas;

• A Ilha de Itamaracá, (Reserva da Biosfera) com seus manguezais, matas e a Coroa do Avião (importante ponto de pouso, descanso e alimentação de aves migratórias);

• O Vale do Catimbau no município do Buíque, um dos mais importantes sítios arqueológicos do Brasil, a área se distingue por uma formação geológica generosa que premiou o local com uma das mais belas paisagens do Brasil;

• Outros municípios que possuem áreas diversificadas de matas e campos, permitindo encontrar grande variedade de aves;

• E a Caatinga com suas serras, serrotes, chapadas, pedras, riachos e açudes apresenta um conjunto de singular beleza com suas cactáceas, bromélias e flores.

A fauna nativa guarda as características do ecossistema regional, sendo a riqueza ornitológica a mais considerável.

Um dado importante e que sempre é bom lembrar: o ecoturismo é um produto frágil, que tem de ser manuseado com cautela, pois o uso inadequado pode causar irreversíveis danos econômicos, ambientais e sociais.
Mais informações: Associação OAP - (81) 3436-0709
www.hotlink.com.br/users/oapaves

Objetivos da OAP

Os Observadores de Aves de Pernambuco - OAP, tem como principais objetivos, o estudo, conhecimento e catalogação da avifauna que ocorrem em Pernambuco e estados vizinhos, além de planejar, apoiar e divulgar o desenvolvimento da ornitologia amadora , contribuindo para a ampliação dos conhecimentos que envolvem a vidas das aves e da conservação dos ambientes onde se desenvolvem as suas atividades de importância ecológica e científica.

Além de contribuir para a conscientização universal da preservação das diversas espécies de aves silvestres, a OAP divulga nas comunidades e escolas a ornitologia amadora e realiza pesquisas científicas para o maior conhecimento das aves, além de difundir os conhecimentos ornitológicos, através de atividades culturais e educativas.