Silvestre Gorgulho

Silvestre Gorgulho

"Na praça de Hiroshima, onde caiu a bomba Atômica, foi construído um Parque onde tremula a bandeira branca da Paz"

NÃO TE ATRASES DEMAIS

 

 

Brasília, 11 de julho de 2013

Amor impossível é amor eterno

Ser desorganizado tem suas vantagens. São fantásticas as descobertas que se pode fazer em pastas antigas, gavetas fechadas e baús envelhecidos de saudades. Descobri um caderno de poesia de quando eu estava no segundo ano científico. Estudava no Instituto Padre Machado, de Belo Horizonte. Tinha 18 anos. E achei esta poesia que nem mais me lembrava. Voltei no tempo para curtir uma saudade. Ter 18 anos é muito bom! É melhor ainda ter saudade dos amores impossíveis da juventude. Se impossíveis... eles são eternos. Na época, mais impossível ainda prá mim: eu estava no seminário.

NÃO TE ATRASES DEMAIS

 

Sou menino paciente

O tempo é o meu senhor

E quando se fala de amor

Eu sou é muito exigente.

 

Mas eu te peço, querida,

Não te esqueças jamais,

Que tenho o resto da vida

Pra te querer e esperar

E uma só coisa implorar:

Não te atrases demais...

 

Te vejo no céu sem lua

E nas matas de cocais

Te vejo todinha nua

Nas missas dominicais.

Mas tenho o resto da vida

E eu te suplico, querida,

Não te atrases demais.

 

silvestre@gorgulho.com